Direto de Minas - Vai viajar de carro? Conheça 7 roteiros imperdíveis em Minas Gerais

Vai viajar de carro? Conheça 7 roteiros imperdíveis em Minas Gerais
Vai viajar de carro? Conheça 7 roteiros imperdíveis em Minas Gerais 1/9/2020

Minas Gerais é um estado privilegiado com inúmeros municípios incríveis que valem muito a pena serem visitados pelo menos uma vez na vida.

Fazer isso de carro é ainda mais interessante, por que é possível ter muito mais autonomia em seguir o roteiro de forma mais livre e flexível.

A boa notícia é que em Minas há cidades turísticas e interessantes próximas uma da outra e é possível aproveitar bastante em uma semana de viagem.

Pensando nisso, trouxemos 7 roteiros em Minas Gerais para vocês aproveitarem.

 

1 Sabará, Serro e Diamantina

 

Casinhas coloniais, belos artesanatos e o carisma mineiro com certeza você encontrará nesse roteiro. Sabará possui mais de 300 anos de história e se destaca pela riqueza cultural e pelas belezas da arquitetura, que remetem ao período do ciclo do ouro. Seguindo 235 km pela MG-050 o próximo destino é o Serro, que está localizado na região da Serra do Espinhaço, a explicação para a boa quantidade de ladeiras e morros existentes na cidade. Serro foi o primeiro município brasileiro a ter o conjunto arquitetônico e urbanístico tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), ainda na década de 30, e é conhecida pela produção do queijo. E para finalizar esse roteiro, dê uma esticadinha, cerca de 90 km, até a famosa Diamantina e confira as belezas da cidade por entre as ladeiras e monumentos históricos. Tem as igrejas, a Casa de Juscelino Kubitschek, a Vesperata e muito mais!

 

2 Itabirito, Ouro Preto e Mariana

 

Bem próximo da capital mineira está Itabirito, cidade sede da Fábrica da Felicidade da Coca-Cola, que tem um passeio interativo, e a Mercearia Paraopeba, uma típica venda mineira. Distante pouco mais de 40 km, Ouro Preto também foi a primeira cidade brasileira a receber o título pela Unesco de Patrimônio Mundial da Humanidade, em 1980. A cidade guarda igrejas e museus, que são verdadeiras aulas de história. Coladinho em Ouro Preto está Mariana, a primeira vila, cidade e capital do estado de Minas Gerais. O passeio de trem e a visita a Mina da Passagem são imperdíveis!

 

3 Congonhas, São João del-Rei e Tiradentes

 

As cidades históricas conferem um charme a mais ao estado. São ladeiras e casinhas coloniais que remetem a uma viagem no tempo. Congonhas reúne importantes trabalhos de Aleijadinho. O Santuário do Senhor Bom Jesus de Matosinhos, ícone da cidade, é considerado Patrimônio Mundial da Humanidade e é uma das principais obras do barroco. Distante 112 km dali, está São João del-Rei. Na cidade vale a pena caminhar pelos pontos turísticos, visitar as igrejas e museus e fazer o imperdível passeio de Maria-Fumaça até a cidade de Tiradentes. São 12 km pelos trilhos e o passeio dura cerca de 35 minutos. Em Tiradentes também não faltam atrações. No cenário gastronômico singular, é possível (e indicado) provar os deliciosos pratos de comida tipicamente mineira. E para se encantar com o artesanato, tem diversas lojinhas no centro histórico.

 

4 Carrancas, São Thomé das Letras e Aiuruoca

 

Estas cidades atraem místicos, hippies, roots e curiosos em busca do que a natureza tem a oferecer. Renovar as energias em uma das muitas quedas d’água de Carrancas é de lei. A distância de Carrancas para São Thomé é pouco mais de 80 km no trajeto mais rápido. A pirâmide de pedra e o Vale das Borboletas são os principais atrativos de São Thomé. Aiuruoca está distante uns 70 km de São Thomé e a tranquilidade típica do sul de Minas impera na cidade. São muitas cachoeiras, poços, mirantes e trilhas. O lugar favorito dos visitantes é o Vale do Matutu. 

 

5 Monte Verde, Gonçalves e Extrema

 

O roteiro ideal para quem curte um friozinho em qualquer época do ano. As cidades estão bem próximas da fronteira com São Paulo, em meio a Serra da Mantiqueira e costumam apresentar temperaturas amenas em relação aos demais municípios do estado. Monte Verde, distrito de Camanducaia, é um dos locais mais românticos e charmosos de Minas Gerais. Uma pequena vila de montanhas verdes cercada por pinheiros, conhecida também como a Suíça Mineira, já que a região possui a natureza privilegiada e baixas temperaturas durante todo o ano. A cerca de 80 km de Monte Verde está Gonçalves, uma cidade que ainda carrega um ar bem interiorano, mas com uma pegada descolada e moderninha. Refúgio perfeito para quem quer fugir da metrópole, se embrenhar pelas estradas de terra e sentir o cheiro do mato, sem perder o charme e o conforto da cidade! A pouco mais de 70 km está Extrema, cidade que se destaca nos segmentos de ecoturismo, turismo rural, religioso e de aventura. Possui cinco rotas turísticas principais: Rosas, Sol, Ventos, Águas e Pedras.

 

6 São Lourenço, Caxambu e Baependi

 

Se o desejo for relaxar nas termas do Sul de Minas e aproveitar o turismo de bem-estar, esse é o roteiro ideal. As propriedades medicinais das cidades do Circuito das Águas possuem fama mundial. A BR-383 liga Caxambu a São Lourenço, e em 30 minutos é possível transitar de uma cidade para a outra. Os municípios oferecem opções para todas as idades com belos parques, passeio de pedalinho e teleférico. Em Caxambu ainda há um gêiser que expeli água morninha e os turistas adoram. E antes de ir embora da região, vale a pena conhecer Baependi, terra de Nhá Chica, cidade que está na rota de peregrinação em Minas e no caminho entre São Lourenço e Caxambu.

 

7 Capitólio, São Roque de Minas e Araxá

 

Uma das febres do momento está nesse roteiro. Capitólio tem ganhado mais fãs a cada dia. Não é para menos, já que a cidade oferece uma vista de cair o queixo da parte alta dos cânions. Navegar pelo Lago de Furnas, por entre os paredões rochosos, também é uma experiência maravilhosa. São muitas opções para quem gosta de ecoturismo e de contemplar as belezas da natureza. Apenas 100 km separam Capitólio de São Roque de Minas, por isso, ao seguir viagem não se esqueça de visitar uma das fazendas produtoras do famoso e delicioso queijo canastra. Outra atração é o Parque Nacional, que guarda a nascente do rio São Francisco e a cachoeira Casca D´anta. E para fechar o roteiro, a dica é seguir viagem por mais uns 115 km até Araxá. Na cidade que nasceu encravada em um vulcão extinto, as águas tem propriedades terapêuticas e radioativas, que atraem centenas de visitantes todos os anos.

 

Viu como é possível fazer um roteiro de carro por Minas Gerais?  Conta pra gente nos comentários qual o seu roteio preferido!

Não há comentários para este post, seja o primeiro!
Nome
E-mail
Seu e-mail não será exibido.
Comentário
© Copyright 2020 | Direto de Minas - Todos os direitos reservados